Remada Curvada: como fazer corretamente

Remada Curvada

A remada curvada com barra é um dos exercícios mais produtivos para o sistema de costas ou dorsal. Trata-se de um movimento composto que trabalha as costas inteiras e demanda um posicionamento específico do corpo para ser executado.

Embora ele seja um ótimo exercício para músculos posteriores e ativação de outrem, é um exercício não tão valorizado. Isso acontece porque, muitas vezes, o profissional de educação física é obrigado a trocar os exercícios por não conseguirem aceitação dos praticantes.

Cada vez mais a remada curvada com barra é trocada por suas variações, por ser um movimento que demande demais. O problema é que: fazendo certo ou errado, muitas vezes a posição é constrangedora para quem faz e, quando errado, o perigo se esconde no poder de prejudicar a lombar e na não ativação da musculatura desejada.

Por ser um movimento feito com peso livre, muitas pessoas têm dificuldade em manter uma posição correta ou falta de flexibilidade. É um exercício muito importante para quem busca hipertrofia dos dorsais, mas precisa ser bem executado para evitar demais problemas.

Em academias, é muito comum que os praticantes façam de alguns exercícios produto do seu próprio ego. Alguns até mesmo competem. A remada curvada é um deles e, sua prática, muitas vezes entra errada nesse tipo de competição, que demanda escolher quem aguenta erguer mais peso.

Como fazer a remada Curvada do jeito certo

Inicialmente, comece e termine no chão. Pode parecer uma observação boba, mas dessa maneira fica mais fácil de largar a barra no chão, se você não aguentar. Depois disso, siga os seguintes passos:

  • Em frente à barra, afaste os pés sem passar da largura dos ombros;
  • Pegue a barra respeitando sua pisada e o espaçamento das mãos com distância menor ou igual a largura dos ombros;
  • Levante a barra como se estivesse fazendo repetições de levantamento terra;
  • Com a barra na altura da cintura, endireite o quadril para que o tronco fique em uma angulação próxima aos 90 graus;
  • Não arqueie e nem estenda a coluna demais. Dobre os joelhos levemente para que consiga chegar ao resultado;
  • Mantenha os cotovelos próximos ao corpo e puxe sua carga na direção do seu umbigo;
  • Quando a barra encostar no seu abdômen, estenda os braços para finalizar o movimento, tocando a barra levemente no chão.
  • Mantenha o ritmo e puxe sua carga de acordo com a necessidade da série.

Ativações na remada curvada

remada-curvada

Muitos adeptos da academia têm seu foco voltado apenas para peitoral, braços e abdômen. Mas, treinar as costas é tão importante quanto treinar pernas. Além do treino de costas proporcionar uma melhor estética, pode prevenir lesões e um físico nada harmonioso. É só pensar no fisiculturista sem dorsal. Não dá, né?

De qualquer maneira, treinar com remada curvada com barra pode resolver seus problemas. Seu foco não paira só na dorsal, mas em outros grupos musculares. É possível ver resultado em:

  • Parte superior das costas: como você é obrigado a puxar a carga, os músculos que dão o formato de “v” são trabalhados aqui.
  • Lombar: sua coluna precisa ficar neutra e suportar a carga. Este exercício trabalha sua lombar de maneira eficaz.
  • Abdômen: eles trabalham ajudando a lombar a manter a coluna em uma posição neutra. Não treine abdômen antes de fazer a remada curvada com uma carga considerável. Pode atrapalhar.
  • Membros inferiores: são nosso apoio nesse exercício que, juntamente com os glúteos, trabalham para que a barra seja levantada do chão e ajudam a manter postura.
  • Braços: antebraços trabalham para segurar a carga e os bíceps para levantar a carga.

O foco da remada curvada é trabalhar diversos grupos musculares a fim de não se ater a uma coisa só. Como podemos ver, é um exercício complexo que demanda bastante do corpo e permite a adição de novos pesos com o passar do tempo. Por que não fazer?

Mais ganhos com a remada curvada

  • Se você não consegue fazer com que a barra encoste no seu umbigo, diminua a carga. Não sinta vergonha ou dê uma de durão. Usar um peso que não é pra você é como usar uma regata rasgada com 2 semanas de academia: franguisse.
  • Quanto mais ereto você deixar o tronco, mais fácil o exercício e mais o trapézio rouba toda a carga. Mantenha sua coluna neutra.
  • Não deixe que a barra caia na finalização do movimento. Leve-a até o chão com calma. É aí que os músculos das costas recebem mais ativação.
  • Se segurar a barra por muito tempo é problema, use straps. O foco do exercício paira em que você ative a musculatura da dorsal. Se seu antebraço recebe falha antes, é um problema, porque você fica limitado a isso.
  • Faça desse exercício o primeiro ou o segundo da lista. Se deixar pra depois, vai estar tão fadigado que não vai conseguir fazer corretamente ou com a carga necessária.
  • Cuidado na execução do exercício. A lombar não deve estar muito para dentro ou para fora: um ângulo muito baixo exige demais de músculos auxiliares e um ângulo muito alto leva sobrecarga desnecessária para a coluna vertebral.
  • Remadas curvadas em máquinas também são ótimas, mas não substituem a boa e velha remada com barra. Se não se sentir bem, não há problema algum em preferir o maquinário da academia.

Barra reta, W ou halteres?

  • Barra reta: com essa barra é possível manter uma pegada e uma pisada que beneficiem a ativação dos músculos. É indicado seu uso para indivíduos que queiram uma melhor associação entre dorsais e bíceps em pisadas supinadas e enfoque nos músculos dorsais em pisadas pronadas.
  • Barra W: na maioria dos casos, a barra w é usada para uma pegada supinada. Como o punho fica em um ângulo diferente, existe uma divisão da solicitação muscular do antebraço e um estímulo maior para o bíceps.
  • Halteres: aqui existem diferentes possibilidades, mas, a maior diferença no uso dos halteres está estabilização do movimento. É necessário um maior cuidado para que o movimento aconteça adequadamente. Além disso, aqui é possível conseguir uma maior amplitude do exercício do que com as barras, um melhor trabalho dos músculos e otimização do treino.

Confira o vídeo de hoje é sobre remada curvada, como executar, número correto de execução.

No vídeo primeiro que vou dar um exemplo de como se deve fazer a chamada Remada Curvada.

Primeiro vou dar um exemplo de como você deve executar da forma correta a Remada:

  1. Com as costas bem compactas e neutras, puxando com o cotovelo perto do corpo na região do umbigo para ter o máximo de eficiência do movimento.

Vamos passar pelos erros mais comuns:

Um dos erro é as costas quebrada, então, a lombar não instável e também não neutra e as partes de cima das costas quebrada. Isso acontece quando você não estabiliza a sua região central, então, você deve forçar seu abdômen e sua lombar para poder manter uma boa postura.

Se você não conseguir forçar ela e também não botar sua escápula no lugar certo você acaba ficando na posição prejudicial.

Outro erro é: você puxar com os braços (cotovelos) abertos, então, enquanto você abre os braços para fora e puxa na região do peito. Mas na verdade o movimento não é para ser na região do peito, o movimento é para ser na região do umbigo (na barriga).

O Último erro é: o trapézio curvado. Aquelas pessoas que ficam quase de pé praticamente fazendo o exercício.

E por que isso é prejudicial? Porque você não estará trabalhando as costas da maneira correta, você está trabalhando na verdade o trapézio, esse movimento assim, pega muito trapézio!

Como se posicionar:

Os teus pés devem estar embaixo da barra e mais ou menos na região central do pé, mais exatamente na bola do pé.

Tuas mãos devem estar com uma pegada próximo ao corpo, só um pouquinho fora dos joelhos, assim você consegue puxar a barra com mais eficiência.

Como Corrigir os erros comuns:

  1. Contrair e estabilizar o abdômen e lombar;
  2. Ativar a escápula;
  3. Empinar a bunda para trás;
  4. Dobrar os joelhos;
  5. Puxar na Região do Umbigo.

Canal do Vídeo do Autor: https://www.youtube.com/watch?v=HESbYi4WdhU
BARRA FIXA: https://www.youtube.com/watch?v=UBBaAvoeQYs

Execução correta do movimento – Remada Curvada

E aí, gostou das dicas? Comente abaixo..

Facebook Comments

Douglas

Douglas é fundador do GanharMassaMuscular.net e do GMM Suplementos. A missão do blog que pertence à GMM Suplementos é ajudar as pessoas a assumir o controle de sua saúde e aptidão, seguindo um estilo de vida saudável e agradável que não só lhes dá o corpo que sempre quis, mas permite-lhes viver uma vida longa, vital, livre de doença. Todos os artigos do Ganhar Massa Muscular são publicados por profissionais da área e antes, são estudados e pesquisados por fontes cientificas e por métodos utilizados por atletas. Tudo isso para ajudar você, praticante amador ou profissional a conquistar os seus objetivos.

Website: http://www.ganharmassamuscular.net

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *