Dieta Gracie: Os segredos por traz da dieta

Dieta Gracie

Dieta Gracie

Dieta da Lua, Dieta de Jesus Cristo, Dieta Mediterrânea, Dieta cetogênica, Dieta Dunkan, Dieta do Carboidrato, Dieta da sopa, Dieta da Gelatina, Dieta disso e dieta daquilo… Quantas e quantas vezes você já não se deparou com algum tipo de dieta a qual considerou promissora? Ou ainda, quantas foram as vezes que você abriu uma revista e não se deparou com algum novo método?

Até mesmo os livros foram e são dominados com conceitos os quais são aparentemente milagrosos e prometem coisas as quais até Deus duvida… E quantas foram as vezes as quais você mesmo não tentou usar esse ou aquele método, mesmo que adaptado?

Pois bem… Muitas são as dietas e promessas existentes hoje no mundo inteiro e, muitos são os adeptos de cada uma delas, mesmo que muitas vezes elas não façam sentido algum, pelo menos não na ciência… Todavia, não nos cabe criticar ou tampouco julgar essas pessoas que as utilizam, pois, se de alguma forma elas estão obtendo o que querem, que assim continuem. Porém, cabe-nos avaliar cada uma delas de maneira científica para que possamos estabelecer princípios e conceitos os quais nos permitam decidir por iniciá-la ou não.

Entre esses inúmeros métodos dietéticos, desde os mais antigos, como a presente no livro “Só e Gordo quem Quer”, ou a “Dieta Atkins”, até os mais atuais como o IIFYM ou mesmo o jejum intermitente, estão também outros que vem ganhando certa popularidade no mundo inteiro, como é o caso da Dieta Gracie, um novo método que vem surgindo e ganhando alguns adeptos.

Mas, afinal, o que é essa Dieta Gracie e quais são seus principais objetivos? Quaisquer pessoas podem usá-la? O que a ciência teria a dizer a respeito deste uso? Ele poderia ser eficiente ou fazer mal para a sua saúde? Se você deseja conhecer um pouco mais sobre ela, vamos adiante!

No que a Dieta Gracie é baseada?

Dieta Gracie Mag

Hipócrates, o grego conhecido como pai da Medicina, dizia que “O Alimento seja seu remédio e que o remédio seja teu alimento”. E, baseado nesta célebre frase de alto impacto, Carlos Gracie, um lutador de Jiu-Jitsu que sofria de algumas doenças como enxaquecas e gota, decidiu tentar algo novo e começou a elaborar determinadas teorias as quais possivelmente o iriam ajudar em seus quadros doentios.

Sedento por conhecimento, Carlos Gracie começou a criar suas teorias e aplicar consigo mesmo. E percebeu que aquilo dava certo. Porém, para que o método realmente pudesse ser tido como eficiente, ele precisava fazer com que algumas pessoas experimentassem e também tivessem bons resultados. Assim experimentou com algumas pessoas de sua família, inclusive o seu filho. Todos apresentaram bons resultados.

Se você está se perguntando que método milagroso é esse e no que ele se baseia, a resposta é que seus princípios se dão em não envenenar o corpo e não deixar que uma combinação inadequada de alimentos e nutrientes possam gerar quaisquer tipos de patogenias, mantendo um pH relativamente neutro nas refeições e, ao mesmo tempo, tornando-as possíveis de serem consumidas com prazer e sem perder o “gostinho” que uma boa alimentação traz, em termos físicos, emocionais e psicológicos.

Seus três principais pilares são:

  • Não misturar cereais entre si;
  • Não misturar açúcares com gorduras;
  • Não misturar alimentos ácidos com nenhum outro tipo de alimento.

Diferente das dietas modernas, onde se popularizou que era necessário comer de 3h em 3h, a Dieta Gracie preza por se alimentar apenas quando o estômago realmente tiver vazio, ou seja, com pelo menos 4h de distância entre uma refeição e outra.

Também como princípio, a Dieta Gracie inclui no cardápio o uso do máximo de alimentos naturais e também de infusões (chás) os quais misturam componentes os quais podem contribuir para a saúde. Entre os alimentos naturais mais consumidos e pregados na dieta, estavam as frutas em geral e verduras.

Entendendo um pouco melhor a Dieta Gracie

A Dieta Gracie MaG

A Dieta Gracie aparentemente parece simples, mas, ela é um pouco mais complexa do que isso, envolvendo mais alguns princípios. Entre eles:

– As calorias não são contadas na dieta, mas, deve-se respeitar quantidades as quais não sejam exageradas;

– É necessário a ingestão de um copo de água necessariamente antes de dormir e outro ao acordar;

– Uma vez por mês, usa-se um jejum de 24 horas a fim de desintoxicar o corpo;

– Não se deve comer até se sentir totalmente satisfeito, mas, deve-se parar com cerca de 80% do estado de satisfação total;

– Não deve ser ingerida a carne de porco;

– Não se deve comer entre as refeições;

– Deve-se eliminar sobremesas e refrigerantes do cardápio.

A divisão dos alimentos na Dieta Gracie

A Dieta Gracie possui uma divisão de alimentos em seis diferentes grupos. São eles:

Grupo A > Carnes, gorduras e oleaginosas (nozes, castanhas etc);

Grupo B > Carboidratos

Grupo C > Frutas, doces e queijos

Grupo D > Frutas ácidas

Grupo E > Leite

Grupo F > Creme de leite

Diante disso, usa-se uma tabela a qual é padronizada e indica as combinações possíveis entre esses diferentes alimentos em diferentes grupos.

>> Baixe aqui a Tabela Dieta Gracie em PDF <<

>> Baixe aqui a Tabela Dieta Gracie em PDF <<

A Dieta Gracie Realmente funciona?

Quando iniciamos um protocolo dietético, é óbvio que a primeira pergunta que temos de nos fazer é se ela realmente funciona ou se estaremos perdendo nosso tempo. Mas, como saber? Observando relatos?

Na realidade, essa seria uma boa premissa, mas, está longe de ser, de fato algo que realmente possa nos trazer segurança sobre fazer ou não determinada dieta, treino etc… Isso porque, em primeiro lugar contamos com a individualidade biológica, ou seja, cada pessoa com uma necessidade diferente e uma resposta também diferente a determinado estímulo.

Em segundo lugar, temos de entender que existem muitos relatos fantasiosos, ou seja, os quais são “comprados”. Por fim, temos de ver quem está relatando aquilo, pois, imagine um indivíduo que vive a base de fast food e não pratica atividades físicas. Ele inicia esse ou aquele protocolo dietético e, ao mesmo tempo, passa a ter uma vida mais ativa, ou pelo menos, menos parada, então, provavelmente ele irá obter resultados, principalmente ao iniciar os novos protocolos, pois, qualquer mudança em seus hábitos á será válida.

Mas, isso não quer dizer que realmente aquele método tenha uma eficiência a longo prazo igual aquele que muda o estilo de vida definitivamente,  ou para indivíduos os quais já tenham algum tipo de vida mais saudável.

É óbvio que a Dieta Gracie vai funcionar para o que já é péssimo. Mas, isso não significa que ela seja a opção mais viável, tanto porque, ela não traz um real entendimento dos nutrientes, de suas propriedades etc.

Temos que ter em mente que a alimentação vai muito mais além do que simplesmente combinar grupos alimentares, mas, envolve outros mínimos requisitos os quais devem ser observados como são no ebook 137 Receitas para ganhar massa muscular.

É importante deixar claro também que, para praticantes de esportes, especialmente os relacionados ao aumento de massa muscular, como a musculação, a Dieta Gracie está longe de ser interessante, pois, apresenta baixos níveis proteicos, apresenta muitas restrições alimentares e, em contrapartida, não traz um preciso balanço energético o qual permita que o indivíduo tenha um pleno desenvolvimento.

Sabemos ainda que, existem muitos conceitos na Dieta Gracie que não se adequam a princípios modernos, como o uso adequado de lipídios e/ou de maneira estratégica, o consumo de diferentes tipos de carboidratos entre outros. O próprio fato da Dieta Gracie proibir por completo a carne suína já é algo a deixa-la duvidosa, pois, sabemos que existem cortes suínos que são muito mais saudáveis que vários cortes de frango, carne bovina ou mesmo alguns pescados.

💡 Por fim, temos de considerar um ponto científico essencial: Em que parte da ciência é dito que essa ou aquela mistura de alimentos é prejudicial ou engorda? Na realidade, apesar de existirem de fato combinações antinutricionais, isso está bem distante de ser um fator relacionado com engordar ou algo do tipo.

O que engorda na realidade e o saldo energético positivo, especialmente quando advindo de fontes de nutrientes facilmente aproveitados pelo corpo, como é o caso dos carboidratos ou por fatores dietéticos em geral, inadequados.

O simples fato de misturar grupos de alimentos não causará uma interação tão negativa no corpo a ponto de intoxica-lo ou prejudica-lo ao extremo.

A Dieta Gracie muitas vezes soa como o livro “Só é Gordo quem quer” onde, por exemplo, se propõe a combinação de alimentos de sal baixo com açúcar alto e de açúcar baixo com sal alto (como combinar batata com carne e arroz com frango, sugerido no livro) coisa essa que sabemos que não passa de achismo.

Mas, a Dieta Gracie funcionou para mim, devo continuar fazendo-a?

A dieta da sopa também funcionou um dia para alguém, mas, será que esse alguém continuo fazendo esta dieta por toda sua vida?

Bem, digamos que você tenha se enquadrado no grupo o qual a Dieta Gracie funcionou. Em primeira instância, como já mencionado, se ela fez tanta diferença assim, sendo tão “vaga”, é porque você realmente estava fazendo tudo absurdamente errado e, com o acometimento menor de erros, algo melhorou, claro.

Porém, você poderia ter ido muito mais além e, certamente, pode ir muito mais além do que essa dieta pode proporcionar. Tanto porque, em algum tempo, você estará saturado de sempre fazer as mesmas coisas e, em contrapartida, seu corpo também irá estagnar, especialmente se você for praticante de algum esporte.

Há anos, atletas do mundo inteiro e, mesmo pessoas sedentárias, reconhecem a importância que há em se alimentar adequadamente, de maneira vasta e com a máxima variedade de micro e macronutrientes possíveis. Isso faz com que o corpo sempre esteja suprido para suas eventuais demandas.

Sabe-se que ter uma alimentação equilibrada como é recomendado no Ebook 137 Receitas é o que realmente pode modificar a vida e os resultados de um indivíduo e que soluções milagrosas, normalmente nada mais são do que marketing aliado com um pouco de achismo.

Posso dar quase certeza que desconheço alguém que consiga modificar sua vida a longo prazo com soluções relativamente extremáticas e proibitivas e, posso afirmar com certeza absoluta que, se tratando de atletas ou mesmo praticantes árduos de atividades físicas, essa verdade é ainda maior.

O que temos de nos perguntar é se realmente aquela é uma solução momentânea ou que será duradoura.

Optar por opções as quais não possam trazer reais mudanças é pedir para prejudicar o corpo em um curto período. Isso porque, o corpo não pode ficar restrito muito tempo, especialmente a alguns itens.

Caroline-Gracie

A individualidade biológica deve ser considerada

O grande problema de quando falamos de protocolos dietéticos generalizados (como é o caso daquela dieta proposta em uma revista qualquer por aí), estamos desconsiderando o principal fator relacionado com o ser humano que é a individualidade biológica. Talvez como nenhuma outra espécie presente no Planeta Terra, o ser humano se desenvolveu a tal ponto de cada indivíduo ter extremas particularidades fisiológicas e biológicas. E isso leva a protocolos diferentes em cada caso.

Por mais que a Dieta Gracie realmente tivesse um fundamento científico, certamente ela desconsidera o que cada pessoa precisa dentro de seus padrões e necessidades individuais. Portanto, esta não é uma dieta recomendada!

Conclusão:

Sendo muito provavelmente uma nova jogada de marketing, a Dieta Gracie apesar de apresentar resultados em indivíduos menos aptos a hábitos saudáveis, não é uma dieta recomendada por não trazer uma real e científica justificativa para mudanças de hábitos plausíveis os quais possam realmente modificar a vida do indivíduo.

Portanto, essencialmente temos de considerar a individualidade biológica e, acima disso, considerar que para uma boa elaboração de um bom plano, é essencial que ela possa ser seguida com o máximo de precisão, pois, generalizações sempre não são bem vindas.

Bons treinos!

Esse artigo foi elaborado pelo personal trainer do ganharmassamuscular.net – Marcelo Sendon

Marcelo Sendon

Marcelo Sendon é Avançado e especialista em nutrição – IFBB – Graduado de Ed. Fisica – Atleta Fisiculturista.

Website:

    Comentários no Facebook